Oncologia Clínica Florianópolis

Dr. Luiz Alberto Silveira - Oncologista Clínico / Diretor Clínico

Dr. Lucas Van de Sande Silveira - Oncologista Clínico / Diretor Técnico

Rua Dom Joaquim 885, 4ºandar

(48) 3364 1196/ (48) 99963 0335
(48) 99973 2472 |WhatsApp

A Oncologia Clínica Florianópolis oferece serviços oncológicos com excelência técnica e atendimento solidário, prezando pelo compromisso obstinado com a cura e qualidade de vida dos pacientes.

Câncer da Mama : Presente e Futuro

Luiz Alberto Silveira

Oncologista Clinico

CÂNCER DE MAMA – PRESENTE

 

Estamos vivendo um importante período de transição nos processos de diagnóstico, de tratamento e de conhecimento da resposta ao tratamento oncológico relacionados ao câncer da mama. Significativos avanços científicos foram incorporados ao arsenal da investigação e da terapêutica da doença nos últimos anos

A compreensão mais aprofundada da biologia molecular tem propiciado um acúmulo de novos conhecimentos sobre os mecanismos de disseminação da doença pelo corpo, sobre o que gera a maior e menor agressividade dos tumores mamários, sobre a previsão do futuro da doença no organismo (cura ou complicações com possibilidade de morte) e principalmente sobre as melhores alternativas terapeuticas para este tipo de doença maligna.

Atualmente já é possível a aplicação de tratamentos denominados inteligentes, os quais têm como alvo específico ou alvo biológico a célula tumoral com redução dos efeitos colaterais, hoje existentes com a quimioterapia convencional.

Uma significativa contribuição nos índices de cura e no aumento da sobrevida das pacientes ocorrerão com esta mudança do perfil de ação farmacológica na célula cancerosa, possibilitando a substituição progressiva da quimioterapia tradicional pelos agentes terapêuticos alvo-direcionados. As evidencias científicas já registradas indicam, quer no tratamento com medicamentos após a cirurgia, procurando impedir o alastramento da doença ou no tratamento da doença já disseminada, uma maior eficácia do tratamento e redução significativa dos efeitos tóxicos.

Um conjunto destes novos medicamentos vem sendo estudados progressivamente em ensaios terapêuticos isoladamente ou em combinação com a quimioterapia atualmente conhecida.

Por outro lado, a evolução dos conhecimentos em genética molecular, hoje em andamento, nos trarão a possibilidade de detecção das alterações nos genes (mutações) que determinam os cânceres hereditários com impacto significativo na prevenção e na busca da doença na população (rastreamento). Alterações nos genes chamados de BRCA 1 e BRCA2 poderão indicar a realização da retirada cirúrgica dos ovários em pacientes jovens, o que pode reduzir em cerca de 80% o câncer do ovário e em 60% o câncer da mama.

CÂNCER DA MAMA - FUTURO

A possibilidade de identificação de proteínas decorrentes do conhecimento genético e da avaliação concomitante de um grande número de genes com técnicas laboratoriais modernas, permitirão o reconhecimento das características biológicas distintas nos diferentes tumores num mesmo órgão, ocasionando manifestações clinicas (sinais e sintomas) e evolução da doença, possibilitando o conhecimento prévio da resposta esperada para um determinado tratamento do tumor com medicamentos.

  • O futuro é a individualização dos tratamentos. Mesmas doenças terão tratamentos diferentes de acordo com os estudos genéticos e moleculares da célula tumoral. A última década testemunhou um enorme progresso científico na abordagem genética do câncer humano, incluindo-se sobremaneira o câncer da mama. A elucidação de alterações hereditárias ou adquiridas possibilitarão a identificação de contribuições ambientais e possibilitar medidas preventivas mais eficazes.
  • O papel dos genes na saúde e na doença é tanto central como promissor. Nos próximos dez anos a abordagem do câncer da mama deve sofrer profundas modificações, para melhor, para a vida.

CÂNCER DA MAMA – PRESENTE E FUTURO

No presente, a quimioterapia já se consolidou no tratamento no câncer da mama, permitindo taxas de respostas completas com possibilidade de cirurgias menos radicais e controle local e da doença disseminada.

A incorporação do medicamento Trastuzumab nas pacientes com oncogenes alterados (HER 2 3+) determinou um importante impacto na sobrevida das pacientes com câncer da mama quando comparado com a quimioterapia isolada, somando a boa tolerância ao medicamento.

Novos agentes como os que reduzem a alimentação dos tumores e os que bloqueiam os fatores de crescimento tumoral encontram-se em diferentes fases de estudo no câncer da mama.

No tratamento hormonal do câncer da mama foram incorporados o inibidor da enzima aromatase e os novos anti-estrogênios. Todos mostrando vantagens na abordagem do câncer da mama antes da cirurgia, após a cirurgia e na doença disseminada. Na prevenção o uso do Tamoxifeno reduziu a incidência do câncer da mama em mulheres com fatores de risco conhecidos. A pesquisa do gânglio sentinela foi um avanço na cirurgia do câncer da mama tornando desnecessária a abordagem mais profunda da axila ( o que provocava freqüentes complicações). As novas reconstruções mamárias, as modernas próteses ou colocação de retalhos musculares foram os avanços incorporados a cirurgia do câncer da mama.

Na investigação do câncer da mama, a incorporação da Ressonância Nuclear Magnética, do PET-CT e a tomografia computadorizada mostraram importantes melhoras na avaliação da doença antes e após tratamento.

No câncer da mama pode-se dizer que parte do futuro já é presente.

Referencias Bibliográficas

  1. Silveira, L. A.; Câncer Ginecológico, Editora UFSC, 2005.
  2. Fleming, G.F. et al. Gynecologic Câncer: Advances in agement. Program and abstracts of the 39 Annual Meeting of the American Society of Clinical Oncology, May 31 June 3, Chicago, Illinois. Oral Presentation.
 
joomla wellnessLorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s...
Heeey, this is poll in the drop-down menu?!